quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

imagem: Sophie Thouvenin


se fosse fácil, lodo mundo era.
se fosse muito, lodo mundo tinha.
se fosse raso, ninguém se afogava.
se fosse perto, lodo mundo vinha.

se fosse graça, todo mundo ria.
se fosse frio, ninguém se queimava
se fosse claro, todo mundo via.
se fosse limpo, ninguém se sujava.

se fosse farto, todos satisfeitos.
se fosse largo, tudo acomodava.
se fosse hoje, lodo mundo ontem.
se fosse tudo, nada aqui restava.

se fosse homem, junto com mulher
se cada bicho, fosse como vou.
se fosse tudo claro pensamento
nesse momento, nada se criou.


Zé  Ramalho