sexta-feira, 8 de junho de 2012

Aquarelas



Rinoceronte elefante
Vivi nos altos de um monte
Tentando trazer teu gesto
Teu Horizonte
Para o meu deserto

....

Um peixe raro de asas
As águas altas
Um aguado de malva
Sonhando o Nada

....

Fui pássaro e onça
Criança e mulher.
Numa tarde de sombras
Fui teu passo.

....

E descansavas nos meus costados
Um ramo verde minha bandeira
No meu vestido uns encarnados
docilidade tua
Eu era tua inteira.

....

Montado sobre as vacas
Meu duplo e eu.
E guarda-sóis de fogo
E um sol de fráguas.

Mas cérebro e cascos 
No breu.

....

Sonhei que te cavalgo, leão-rei.
Em ouro e escarlate
Te conduzia pela eternidade 
À minha casa.


Hilda Hilst
Da morte.Odes mínimas, Editora Globo