sábado, 7 de julho de 2012

O Espelho do Guarda-roupa




II

Um homem
com um espelho (feito
um segundo esqueleto)
embutido no corpo
não pode
bruscamente voltar-se para trás
não pode
juntar nada do chão
e quando dorme
é como um acrobata
estendido sobre um relâmpago


Um homem com um espelho
enterrado no corpo
na verdade não dorme: reflete
um voo 

Enfim, esse homem
não pode falar alto demais
porque os espelhos só guardam
(em seu abismo)
imagens sem barulho



Ferreira Gullar, in "Na Vertigem do Dia"